Início do Conteúdo

Pós-Graduação em Jogos Digitais

Tipo de graduaçãoPós-graduação

Carga horária370 horas

Duração do cursoAproximadamente 18(dezoito) meses - Um ano e meio

Turnos das aulasSomente aos sábados

ModalidadePresencial

Seja informado sobre a próxima edição do curso:

Registre seu interesse

Público Alvo

Profissionais portadores de diploma em cursos superiores nas áreas de Desenvolvimento de Software, Ciências da Computação e Informática e/ou afins, atuantes no mercado de programação de computadores.

Justificativas

De acordo com Mariana Fonseca, em artigo publicado na Exame.com, o Brasil é o quarto maior país em número de jogadores. Porém, isso é bem diferente do número de empresas brasileiras que desenvolvem jogos, visto que há entre 150 e 200 negócios do ramo com CNPJ registrado (ou seja, desconsiderando desenvolvedores autônomos).

Um grande fator para essa diferença de números é que o mercado brasileiro de entretenimento ainda desvaloriza as produções nacionais, segundo membros da indústria de games entrevistados em estudo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Universidade de São Paulo.

Para os pesquisados, há uma comparação entre jogos brasileiros e produções AAA que desconsidera as capacidades financeiras, de contratação e de marketing de cada um dos lados. Enquanto a primeira categoria possui um orçamento de dezenas de milhares de reais para criar um game, as grandes produções podem dispor de centenas de milhões de dólares.

Cerca de 75% dos estúdios que desenvolvem games no país possuem um faturamento de até 240 mil reais, o que os caracteriza como microempresas. A média de funcionários nesses estúdios é de 8,5 pessoas, já contando com fundadores.

“Há uma falta de investimento público e privado nesse mercado, ainda que seja algo que vem acontecendo cada vez mais”, afirma Fernando Chamis, presidente da Associação Brasileira de Games (Abragames). “Falta também capacitação gerencial nas empresas que desenvolvem jogos – elas produzem bem os games, mas não têm muita habilidade em vender ou negociar com grandes players.”

Além da falta de incentivo financeiro e da capacitação em gestão, mais da metade dos estúdios brasileiros também tem como principal fonte de financiamento os recursos próprios, da família ou de outros, como colegas e amigos, uma história parecida com a de muitas microempresas.

Objetivos do curso

Gerais

  • Qualificar profissionais e estudantes que pretendam atuar na área de Tecnologia da Informação com foco em desenvolvimento de jogos digitais para desktop e mobile, a fim de que possam atuar no mundo do trabalho de forma produtiva e competitiva.

Específicos

  • Desenvolvimento de competências artísticas (design) e de programação;
  • Criação de jogos 2D e 3D;
  • Utilização de software com reconhecimento de mercado, tais como Unity 3D, Autodesk 3DS Max, Adobe Photoshop, Inkscape, Dragon Bones Pro e MySQL;
  • Realização de projetos de jogos completos e funcionais.

Ebooks sobre o mercado de TI